segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Filme: Awake - A vida por um fio!



O que as pessoas seriam capazes de fazer por dinheiro?
Resenha Crítica do filme “Awake: a vida por um fio”
Eu não devia estar adormecido? Ainda ouço vocês. (Clayton Beresford)
                                                  
                                                 Resumo:
Clayton Beresford (Hayden Christensen) tem tudo o que poderia sonhar: está noivo da bela Sam Lockwood (Jessica Alba), tem um trabalho bem sucedido, não enfrenta problemas financeiros e se relaciona muito bem com sua mãe, Lilith (Lena Olin). Porém sua vida muda quando Clayton descobre que precisa passar por um transplante de coração. Jack Harper (Terrence Howard) é o médico encarregado de sua cirurgia, tendo acompanhado o caso de Clayton desde que seus primeiros sintomas surgiram. Enquanto eles não encontram um doador que seja compatível com o raro tipo sangüíneo de Clayton, Jack o aconselha a aproveitar a vida ao máximo. Sam passa então a pressioná-lo para que se case logo com ela, o que faz com que Lilith lhe ofereça dinheiro para que fique longe de sua família. Clayton e Sam decidem se casar às escondidas, mas neste mesmo dia o pager de Clayton dispara: foi encontrado um doador compatível e sua cirurgia precisa ser realizada o quanto antes.Encontrado o doaro, o jovem empresário é levado para o hospital e preparado para a cirurgia. Acompanhado da recém-esposa Sam, e da mãe, que pedia para que o filho não realizasse a cirugiacom o Dr. Jackon,pois este respondia processos por erros médicos.Sua alegria se transforma em terror, e ele acaba experimentando uma situação que poucos imaginaram: apesar de anestesiado, ele fica completamente acordado durante a cirurgia, sem poder se mexer, mas enxergando cada detalhe.
Crítica:
O que desperta a atenção de quem assiste ao filme, é o grande sofrimento que Clay passa, em todos os âmbitos de sua vida, decepção amorosa e com o amigo, além de ouvir tudo sobre o plano que seu amigo e sua recém-esposa tinham de matá-lo para ficar com o seu dinheiro, mesmo anestesiado, sentiu todas as dores sem poder se mover e fazer nada.
Como Clay poderia lutar pela sua vida? Preso a uma cama, impossibilitado de fazer nada.
O que mais surpreende é o ato corajoso e sensível de uma mãe que faria tudo pelo seu filho, em doar sua vida (seu coração) em prol de salvar a vida de seu ente querido, realmente muito emocionante essa cena.
Até que ponto as pessoas amam de verdade? Ou será que amam somente o dinheiro e é capaz de fazer qualquer erro, e cometer um ato totalmente fora da realidade ética?
O médico, que se passou de amigo de Clay, além de não apresentar ética na sua profissão, por ter passado por vários processos, continuou exercendo a profissão sem punição, não teve ética pessoal, enquanto um cidadão, ser humano, amigo que tem sentimentos, ele simplesmente se mostrou um ser humano frio, que só tem um foco direcionado em ascensão na vida através do dinheiro. Uma pessoa que se dedicou anos de sua vida a estudar o ser humano, no âmbito de uma profissão da saúde, isto é, cuidar da vida de um indivíduo que busca o seu serviço, e ainda assim ser capaz de cometer um ato como esse, mostra o quanto o ser humano pode ser capaz de se distanciar dos valores, virtudes e princípios que conferem ao homem o título de um ser racional, passando a ver o corpo como uma “coisa” qualquer, um boneco feito de carne que pode ser manipulado como bem entender, já que está em suas mãos o poder de manter ou tirar a vida de uma pessoa, se utilizando desse poder para seu benefício próprio, passando por cima de uma série de aspectos que já foram citados anteriormente e principalmente o que diz respeito a ética. A ética não por acaso faz parte da formação dessas pessoas, mas esta não é suficiente para evitar condutas como a do médico do filme, é preciso que a construção dos valores morais e éticos exista desde o início do processo de desenvolvimento humano, para que sejam consolidadas as bases para a formação de um indivíduo que pense o bem e faça o bem para si próprio e para a coletividade.
Da mesma forma, Sam, a companheira de Clay, em nenhum momento pensou no amor incondicional que Clay tinha por ela, preferiu muito mais um instrumento material, sujo e que traz muitas disputas, como o dinheiro, ao invés do amor verdadeiro.
Assistir esse tipo de filme, nos ajuda a refletir sobre nossas ações e mudar alguns hábitos de vida e relacionamento com o outro, e aprender a escutar mais as pessoas que nos amam de verdade e ter cuidado em quem confiamos.

Grupo: Amanda Chagas, Ana Verena, Bárbara Botelho, Caroline Costa, Jaqueline Lobo, Laiana Reis, Monique Fraga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário